Anunciamos que o vencedor do Prémio do Público da 13ª edição da Festa do Cinema Francês foi o filme “Paulette” de Jérôme Enrico que abriu, em antestreia mundial, a Festa do Cinema Francês no Cinema São Jorge, em Lisboa.

O prémio, no valor de 2 500€ vai ser entregue pela Groupama Seguros ao distribuidor do filme, para a campanha de difusão do mesmo aquando da saída comercial do filme em Portugal.

Agradecemos ao público da 13ª Festa do Cinema Francês a sua participação activa na atribuição deste Prémio .

“Uma comédia desmedida com quatro actrizes de peso.”

LISBOA | CINEMA SÃO JORGE | 04 OUTUBRO | 21H00  | Filme de abertura em antestreia mundial com a presença do realizador

COM: Bernadette Lafont, Carmen Maura, Dominique Lavanant, Françoise Bertin | ARGUMENTO: Jérôme Enrico  | FOTOGRAFIA: Bruno Privat | SOM: Jean-Luc Rault-Cheynet | MONTAGEM: Antoine Vareille | PRODUÇÃO: Légende, Gaumont | ORIGEM: França | DISTRIBUICÃO: Zon Lusomundo | ESTREIA EM PORTUGAL: A estrear

O filme
Paulette vive sozinha num bairro de habitação social e recebe uma magra reforma, com a qual tem dificuldade em chegar ao fim do mês. Uma noite dá-se conta dos estranhos negócios que decorrem no seu prédio. É aí que decide lançar-se na venda de haxixe e, como em tempos foi uma reputada pasteleira, vai encontrar formas originais de começar uma nova carreira!

O realizador
Tendo começado como assistente de realizador no início dos anos 80, Jérôme Enrico realizou duas curtas por essa altura: Le rat noir d’Amérique (1981) e La dernière image (1983). Foi assistente de realização em filmes como La reine Margot (1993), de Patrice Chereau ou Prêt-à-porter (1994), de Robert Altman. Apresentou a sua primeira longa-metragem, L’origine du monde, no ano 2000 e surpreende agora com Paulette e esta curiosa decisão de uma idosa que tenta arranjar uma saída para as suas dificuldades económicas.

Nota de intenções do realizador
“Com esta comédia social à inglesa, na senda de The Full Monty, tentámos movimentarmos em cenários muito realistas, mantendo sempre a poesia da ideia base. Esta surgiu de um fait-divers relatado na imprensa: a história de uma mulher de 75 anos que vivia na região de Paris, que estava farta de não poder comprar um bife, e que começa a organizar um esquema de venda de ganza em casa. E que assim melhora o seu pé-de-meia.”